13:11 ,Sexta-feira, 19 Dezembro, 2014

748 milhões de pessoas sem acesso a água potável e Angola não foge a regra.

“Investir em água e saneamento, aumentar o acesso e reduzir as desigualdades”.“É decisivo sabermos como vamos transformar as descobertas, o conhecimento, as competências que existem, em aconselhamento para a política e na prestação de serviços para o desenvolvimento sustentável de Angola.É urgente e necessária a melhoria do abastecimento e da qualidade da água nas cidades, na Ler mais >>>

“O MPLA tem medo do cidadão” – Chivukuvuku

Líder da CASA-CE, Abel Chivukuvuku, fala sobre os seus projectos de superação do “Eduardismo” em Angola.O MPLA tem medo do cidadão, quem manipula não pode permitir ao cidadão ver a verdade. Ora se o MPLA tem mais de cem deputados e a oposição pouco mais de trinta, não tem esse partido argumentos para demonstrar ao Ler mais >>>

Relatório Guiné-Bissau e Angola são dos países com mais fome e subnutrição

O que é a fome? A fome é a escassez de alimentos que, em geral, afeta uma ampla extensão de um território e um grave número de pessoas. Num índice sobre fome e nutrição, um total de 45 países foram analisados no contexto de 22 indicadores que procuram medir a atuação dos governos nas áreas Ler mais >>>

Alerta:Em Luanda,crianças não entram no sistema formal de ensino por falta de registo civil.

As crianças não registadas à nascença têm problemas em aceder à educação, cuidados de saúde e apoio social, e são mais facilmente alvo de escravidão e de tráfico humano . “O registo de nascimento é mais do que apenas um direito. É o modo como uma sociedade começa por reconhecer a existência de uma criança”, Ler mais >>>

Exigência Seguro obrigatório em Angola gera filas e centenas de multas

Embora definido formalmente como obrigatório, Angola viveu nos últimos anos com o fechar de olhos das autoridades às viaturas que circulavam sem seguro de responsabilidade civil, a situação chegou ao ponto de, segundo as autoridades, apenas três por cento do parque automóvel, que ronda o meio milhão de viaturas, estar seguro. agora com a exigência Ler mais >>>

“Poder legislativo em Angola tem peso”

assembleia nacional nova

O primeiro vice-presidente do Comité de Defesa e Segurança do Conselho da Assembleia Federal da Rússia, Evgueni Serennikov, disse que o imponente edifício, em construção, onde vai funcionar o Parlamento demonstra que o Estado angolano atribui um grande peso àquele órgão que representa a vontade popular.”e ainda disse mais ,  felicitou, por esta razão, as autoridades angolanas pela aposta no fortalecimento da democracia com a construção da obra que identifica a separação clara dos poderes num Democrático e de Direito,se fosse o tamanho e a qualidade do edíficio que definisse isso,Angola seria provávemente o país  mais demcrático do mundo.Com amigos desses para que é preciso inimigos!

O poder legislativo tem peso em Angola, afirmou ontem o primeiro vice-presidente do Comité de Defesa e Segurança do Conselho da Assembleia Federal da Rússia, Evgueni Serennikov, durante o encontro entre o ministro dos Assuntos Parlamentares, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa” e a delegação parlamentar russa que está de visita no país.
Evgueni Serennikov disse que o imponente edifício, em construção, onde vai funcionar o Parlamento demonstra que o Estado angolano atribui um grande peso àquele órgão que representa a vontade popular.


O deputado russo felicitou, por esta razão, as autoridades angolanas pela aposta no fortalecimento da democracia com a construção da obra que identifica a separação clara dos poderes num Estado Democrático e de Direito.
O encontro serviu para fortalecer as relações entre os parlamentos dos dois países e troca de experiências no domínio da realização de eleições. O ministro dos Assuntos Parlamentares, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, esteve ladeado do presidente da Comissão de Defesa e Segurança da Assembleia Nacional, Ouro de Angola, e do vice-ministro da Administração do Território para os Assuntos Institucionais e Eleitorais, Adão de Almeida.
Kwata Kanawa apresentou a estrutura do seu departamento ministerial e as suas atribuições, que consistem em ser o elo entre o Presidente da República e o Parlamento. O ministro transmitiu ainda a experiência angolana em matéria de relacionamento entre o Executivo e a  Assembleia Nacional.
O primeiro vice-presidente do Comité de Defesa e Segurança do Conselho da Assembleia Federal da Rússia, Evgueni Serennikov, considerou que Angola tem uma grande experiência no relacionamento entre o Executivo e o poder legislativo, o que não existe na Rússia. “A Rússia não tem um ponto de ligação entre o Governo e o Parlamento, mas precisa muito desta ligação”, disse, acrescentando que a Rússia está a trabalhar na modernização do sistema político.
O seu país, disse, está a elaborar várias leis, entre as quais estão a lei sobre a elegibilidade dos governadores, as leis de reforma dos ministérios do Interior e Defesa Nacional e o registo dos partidos políticos. Evgueni Serennikov disse que em matéria eleitoral o seu país está disponível em apoiar os angolanos tanto na organização do processo eleitoral como na observação eleitoral internacional.


Deixe um comentário

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo